As mulheres são o coração, as mãos e os pés da Comunhão Anglicana: Sheran Harper fala sobre como o ministério das mulheres em todo o mundo fortalece a Comunhão Anglicana

Sheran Harper é a Presidente Mundial da União de Mães, um movimento global liderado por mulheres de 4 milhões de pessoas que aspira a acabar com a pobreza, a injustiça e a violência nas comunidades onde vivem. Ela falou com a equipe da Lambeth Conference sobre o que a inspira sobre o ministério das mulheres em torno da Comunhão Anglicana.

Como Presidente Mundial, encontro-me regularmente online com mulheres líderes de toda a Comunhão Anglicana em oração e comunhão, e também viajo extensivamente para comunhão e para apoiar todas as mulheres pessoalmente.

Isto dá-me a oportunidade de me conectar com grandes mulheres de fé, que são apaixonadas por fazer a obra de Deus no mundo de Deus, movidas pela crença de que foram chamadas, escolhidas e separadas por Deus para dar esperança, alcançando até os cantos mais profundos e sombrios, para tornar o Seu amor visível e conhecido nos quatro cantos de cada Província.

O meu coração expande-se a cada visita provincial, e inspiro-me na forte crença das mulheres de que com Deus nada será impossível. Mesmo quando têm tão pouco, doam generosamente para transformar a vida dos marginalizados e vulneráveis; e sacrificam-se tanto para fazer a diferença onde quer que seja necessário.

A sua vontade de partilhar, aprender uns com os outros e erguer-se mutuamente é demonstrada através de programas comunitários, por exemplo, o Ministério da Literacia da União de Mães, que é liderado por voluntários e tem ajudado centenas de milhares de pessoas em todo o mundo a encontrar os meios para apoiar e educar as suas famílias.

Criar espaços seguros para a oração e o encontro com Deus é um modo de vida para as mulheres, pois nada é feito com as nossas próprias forças. Todos os meios-dias ligamos as mãos através dos oceanos para rezar uns pelos outros e pelo nosso trabalho através da nossa onda de oração. Acreditamos que nossa força e sucesso na missão e ministério da igreja e da comunidade em geral reside em nossa estreita conexão com Deus, nossa dependência Dele e nossa compreensão de Seu propósito para nossas vidas.

Isso nos permite mostrar nossa fé através da ação nas nossas comunidades, seja através da oração, comunhão ou apoio prático aos necessitados – De fato, as mulheres são o coração, as mãos e os pés da Comunhão Anglicana.

Há tanta coisa a acontecer no nosso mundo hoje e vemos com muita frequência que, em tempos de conflito, as mulheres são as pacificadoras e construtoras de pontes no lar, na comunidade e além. Criam espaços seguros para que diferentes perspetivas sejam expressas; mostrar a cada indivíduo que é valorizado e apreciado; assegurar que o amor possa ser demonstrado aos mais necessitados dos nossos irmãos e irmãs.

Perante os desafios, as mulheres estão motivadas e determinadas a fazer o que for preciso para que as suas famílias sobrevivam. Na minha recente visita a Madagáscar, as mulheres juntam-se e cultivam culturas para mitigar os problemas climáticos, para apoiar as suas famílias e a comunidade. Mesmo depois de outro ciclone devastador, eles não têm medo de sair, trabalhar juntos como uma equipe e reconstruir tudo o que foi perdido.

Informações de Apoio
• Este artigo está a ser publicado como parte da série Ser Anglicano. Para mais informações sobre o nosso próximo webinário sobre Ser Anglicano e o Chamado de Lambeth sobre a Identidade Anglicana, clique aqui.

open to all:
the Phase 3 webinars