Primazes Anglicanos se encontrarão na Jordânia para “reunião muito estratégica” antes da Lambeth Conference

  • Janeiro 12, 2020

Primazes Anglicanos se encontrarão na Jordânia para “reunião muito estratégica” antes da Lambeth Conference

  • Janeiro 12, 2020
[ACNS, da Redação] Os líderes de 36 das 40 igrejas membros da Comunhão Anglicana se reunirão no Oriente Médio na próxima semana para o que foi descrito como “uma reunião muito estratégica.” Os principais pastores da Comunhão – os(as) arcebispos(as) seniores, moderadores e bispos(as) presidentes das províncias da Igreja Anglicana – se reunirão de segunda-feira, 13 de janeiro, a quarta-feira, 15 de janeiro, em sessão formal. Uma reunião preliminar será realizada no domingo, 12 de janeiro, com os novos Primazes, eleitos ou nomeados para o seu cargo desde o Primates’ Meeting (Encontro de Primazes) anterior, ocorrido em outubro de 2017.

Na quinta-feira, 16 de janeiro, os primazes participarão de peregrinações em dois grupos, começando juntos no local do batismo de Jesus com uma Eucaristia e reafirmação dos votos de batismo, antes de um grupo seguir para Salt e Monte Nebo, enquanto outro grupo cruza a margem oeste do Rio Jordão para visitas a Jerusalém e Belém.

O Arcebispo Anglicano em Jerusalém, Suheil Dawani, estará hospedando a reunião em sua diocese, que inclui Israel, Palestina, Jordânia, Síria e Líbano.

A reunião da próxima semana “faz parte de um processo consideravelmente reflexivo e evolutivo, desde que o Arcebispo Justin se tornou arcebispo de Canterbury”, disse um porta-voz durante uma entrevista coletiva à imprensa organizada pelo Anglican Communion Office (Escritório da Comunhão Anglicana). Tudo começou no dia seguinte à sua instalação na Catedral de Canterbury “quando se encontrou com os primazes em vários grupos e depois foi visitá-los em suas casas. É uma prática que ele continua tentando repetir quando novos primazes são nomeados.

“Ele conseguiu realizar o Primates’ Meeting em que todos estiveram presentes em 2016 e construir um consenso para realizar a Lambeth Conference, e convocar uma reunião [de acompanhamento] para esta em 2017, e depois se encontrar em reuniões regionais dos primazes – que é o que vem acontecendo nos últimos dois anos, em vez de uma só grande reunião, o que teve muito sucesso em ajudá-los a desenvolver suas identidades regionais e o potencial que isso oferece para o trabalho colaborativo – e agora chegamos a este evento, o último Primates´ Meeting antes da Lambeth Conference.”

O porta-voz disse que, embora os primazes “não tenham um poder de veto na Lambeth Conference”, o arcebispo Justin esteve “comprometido em consultar, ouvir suas opiniões e receber suas contribuições.”

E acrescentou: “Esse será um processo que culmina no Primates´ Meeting, e não começa nele. O Arcebispo está muito comprometido com a comunicação com os primazes. . . ele telefonou para todos os 40 e conversou com eles sobre a reunião e alguns dos assuntos que precisam ser abordados.”

Primates´ Meeting será “um momento crucial em que o principal assunto de negócios será compartilhar com os primazes… o programa proposto para a Lambeth Conference no qual o Grupo de Design está trabalhando, a abordagem que será adotada na Conferência, visando informá-los e obter mais as reações deles durante a reunião.

“Todos eles tiveram uma noção disso nos telefonemas, então isso está ajudando a desenvolver o espírito colegial para o que os Primates´ Meetings são projetados para promover.”

Alguns membros da Comunidade de Santo Anselmo – o novo movimento monástico focado na juventude, sediado do Lambeth Palace – manterão “uma presença de oração” durante o Primates´ Meeting, que estará sendo realizado perto do local do batismo.

Outro item da agenda será um relatório do Grupo de Trabalho que foi estabelecido após o Primates´ Meeting de 2016 visando manter os relacionamentos no interior da Comunhão Anglicana. O porta-voz disse que o Grupo de Trabalho esteve refletindo sobre “como a comunhão com seus diferentes níveis pode ser afetada pelas distancias” e apresentará sua proposta sobre como na Comunhão se pode continuar caminhando juntos.

Apesar do compromisso de “caminhar juntos à distância” assumido pelos primazes na reunião de 2016, os primazes da Nigéria, Ruanda e Uganda – Arcebispos Nicholas Okoh, Laurent Mbanda e Stanley Ntagali – disseram que não participarão da reunião da próxima semana na Jordânia. O Moderador da Igreja do Sul da Índia, Bispo Thomas Oommen, não poderá comparecer, pois o seu Sínodo Provincial se reunirá ao mesmo tempo que o Primates´ Meeting para eleger um novo Moderador.

:: ACNS apresentará uma breve reportagem do Primates´ Meeting na terça-feira, 14 de janeiro, antes da cobertura completa na terça-feira, 21 de janeiro.